Alberto Manzi, um professor único, divertido, apaixonado e revolucionário

Tive o prazer em visionar um documentário em duas partes ( 2 e 3 de maio na RTP2) que conta a extraordinária aventura de Alberto Manzi, professor e pedagogo. Alberto Manzi foi um professor com um método único, divertido, apaixonado e um pouco revolu-cionário, que ensinou milhões de italianos a ler e escrever em Itália (anos ...

“O dia em que a mata ardeu”

Nestes tempos de confinamento, a leitura proporciona-nos momentos de prazer e de reflexão. Lançado o desafio pela aula, #EstudoEmCasa, para o 3º e 4º anos de escolaridade decidi reler o livro.   A leitura de  " O dia em que a mata ardeu"  proporciona ao leitor momentos gratificantes de fruição leitora, de uma aprendizagem lúdica. Também, apresenta-se como uma ...

Em jeito de (Re)Começo…2019/2020…”O futuro da Educação”

Estou a iniciar mais um ano letivo...32 anos de docência. Reinicio o meu trabalho tendo em conta a "abertura de portas" para novos objetivos, projetos, expetativas e sonhos, para um mar de esperança que me(nos) inunda a alma e  faz-me (nos) acreditar num futuro melhor. Nesta escola que nos recebe e acolhe,  darei o meu contributo (e ...

10 PRINCÍPIOS DO PROFISSIONALISMO COLABORATIVO

10 PRINCÍPIOS DO PROFISSIONALISMO COLABORATIVO ( texto do Professor Doutor José Matias - Universidade Católica *) Hargreaves e O’Connor apontam dez princípios do profissionalismo colaborativo, que o diferenciam da colaboração profissional (ib. Ibid., pp. 6-7): 1. Autonomia coletiva: os educadores têm mais independência da autoridade burocrática top-down, mas menos independência uns dos outros; 2. Eficácia coletiva: a crença de ...

Comunicação de António Nóvoa – I Encontro Oeiras

Visionei os quarenta minutos da comunicação do Professor Antônio Sampaio da Nóvoa com uma surpreendente alegria por rever que as minhas "metamorfoses" são atuais e tem cabimento pedagógico; e que apesar do constrangimentos da vida docente, continua a fazer muito sentido continuar a lutar pela "Metamorfose da Educação".   https://www.youtube.com/watch?v=ny74dqg06ko&feature=share&fbclid=IwAR142IOeiBFBORlp-BgN8k-iTI8zl6N0WWWg10bdhHfIJn_e3u7AXg5sQNM

As minhas leituras, no início deste ano letivo…

Leio muito! - confesso. Necessito da leitura (como do pão para a boca) para ser capaz de compreender e de transformar a realidade em que estou inserida . Consigo chegar a (importantes) conclusões através de um processo de reflexão, ato de pensar e de analisar uma situação levando em consideração vários aspectos para uma tomada de ...

Os 5 pilares de mudança na formação de professores…

Os 5 pilares de mudança na formação de professores que revolucionou a educação da Finlândia de Paula Adamo Idoeta - @paulaidoetaDa BBC News Brasil em São Paulo Aconselho a leitura e a reflexão!   O sucesso do sistema educacional da Finlândia tem sido objeto de estudo em todo o mundo desde que o país, que já foi um dos mais ...

As minhas “dores” no(s) momento(s) de avaliação…

Depois de mais três décadas de trabalho na Escola, ainda continuo a sentir uma "dorzinha na barriga" cada vez que analiso e avalio o trabalho escrito de cada um dos meus alunos, sabendo das suas "outras"competências tão ou mais importantes do que os seus registos escritos. Para mim, é na "relação professor-aluno" que se define uma ...

Avaliação formativa: algumas notas

Em tempo de avaliação (intercalar) (re)penso no(s) seu(s) conceito(s), nos seus paradigmas históricos e conceptuais... «A aposta essencial da avaliação formativa é tornar o aluno actor da sua aprendizagem; nesta perspectiva a avaliação formativa é interna ao processo; é contínua, analítica e mais centrada sobre o aprendente do que sobre o produto acabado» (Adaptado de B. Petitjean in Avaliação formativa: algumas notas In: ...

“Há saberes…”

Ver: https://terrear.blogspot.com/2019/01/saberes-de-inovacao.html Há saberes inúteis. Há saberes que regulam e impulsionam a acção social e educativa. Saberes que transformam para melhor as realidades. São saberes de acção, de inovação.   Saber dar tempo ao tempo mas agindo para que cada actor evolua para a “zona do seu desenvolvimento próximo”;   Saber gerir o lugar de todos os actores no quadro organizacional de modo a que cada um possa retirar benefícios, em ...