“Amor…que nojo”

Na minha pesquisa de novidades para o CATIVAR, encontrei um livro com um título engraçadissímo.  Li e fiquei logo fascinada!

O que vos posso dizer em linhas gerais…

 

Blhac, Blhac, Blhac. O Samuel estava farto dessa coisa nojenta do amor.

Por isso foge de casa, para longe dos pais e avós apaixonados, dos namorados da irmã e de todos os animais ?carregados? de Primavera que encontra pelo caminho. Percorre a selva, vai até ao fundo do mar, viaja até Marte. Tudo para fugir ao amor que parece persegui-lo. Até que chega a uma ilha…

E mais não se diz para não estragar a história do “Amor… que nojo!”, de Michael Catchpool (Edições Nova Gaia, 32 pp).

Com excelentes ilustrações de Victoria Ball, que misturam desenho e fotografia, o livro arranca risadas aos mais novos e sorrisos aos mais crescidos.

 

Evidências, observações pedagógicas…? Só vos poderei dizer quando fizer esta sessão!

Para trabalhar em sala de aula:

 

 

 

(Visited 887 times, 1 visits today)
2 Comentários
  • Amélia Félix
    Janeiro 24, 2019

    Quanto a mim, um texto horrível para ser publicado num livro de leitura do 3º ano… A minha neta de 8 anos, tem de aprender que o amor é a coisa mais bonita do mundo e nunca, um nojo…
    por muito bem analisado que o texto seja, na sala de aula, a palavra nojo, associada a amor de pais, avós, namorados… repugna-me… e o “fugir” do amor, ainda me repugna mais…
    Peço desculpa pelo meu desabafo, mas não gostei do texto, quando o li….

    • Emília Silva
      Março 5, 2019

      Boa noite! D. Amélia tem direito à sua opinião; mas, na minha experiência pessoal verifico que os alunos conseguem desmistificar os sinónimos de certas palavras.
      Grata pela sua opinião. Abraço.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *