Porquê o “Mindfulness”em contexto escolar?

Neste ano letivo, dez escolas do 1º ceb, do AE de Marrazes, incorporaram o mindfulness no horário escolar. Cerca de 600 alunos e 28 professores sentam-se no chão da sala de aula ou dispõem-se em “círculo” ou mantém-se nos seus lugares. Adotam a postura de lótus, fecham os olhos, respiram fundo e colocam as palmas da mão nos joelhos. As crianças praticam mindfulness com os professores durante 15 minutos por dia a seguir ao recreio e/ou nas sessões do CATIVAR.

Há três anos que utilizamos esta ferramenta que tem origem na meditação budista, mas  sem a sua conotação religiosa.

 

mindfulness, ou atenção plena, leva à consciência do tempo presente, atendendo a pensamentos, emoções e sensações corporais com uma atitude de curiosidade, interesse e aceitação. Sem julgamentos. Desfrutando do aqui e agora. Aceitando a realidade tal como ela se apresenta.

O grande objetivo é que a escola seja um espaço de calma e de sossego, onde as crianças deixem à entrada os problemas que possam ter em casa.

 Inquirindo as crianças, estas dizem que se sentem mais à vontade e que, após a atividade de mindfulness, sentem-se mais sossegadas para realizar as suas tarefas.

O momento de relaxamento converteu-se num momento de tranquilidade e de se olhar para si mesmo. Aprendem a respeitar o outro. Ajuda-os a chamarem a si os aspectos positivos do silêncio e da paz.

O mindfulness pode ser aplicado em qualquer situação, em momentos em que se exige concentração ou perante um conflito na turma.

A minha constatação diária é que a maioria dos alunos transfere esta aprendizagem para os seus lares e também para a sua vida.

A “semente” lançada cresce…

 

 

(Visited 332 times, 1 visits today)

Sem comentários ainda.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *