“O Livro do Cérebro*Descobre o que vai na tua cabeça!”

Uma sugestão de leitura:

Um livro para conhecer o nosso “computador”, o nosso “PC”…para explicar aos miúdos o que nos vai na cabeça…

“O cérebro é uma espécie de computador que controla a respiração, os sentidos e até as emoções! Fica a saber como funciona e que influência tem nos mais pequenos gestos que fazemos e nas atitudes que temos no dia a dia!

* Como é que os sentidos são processados no cérebro?

* Como é que o cérebro comunica com o resto do corpo?

* Também precisamos do cérebro para andar e saltar à corda?

As respostas a estas e a outras perguntas encontram-se neste livro, com informação clara, curiosidades interessantes e lustrações cheias de cor. Inclui também atividades divertidas para veres na prática como o cérebro é incrível!

O livro perfeito para as crianças aprenderem factos fascinantes sobre um dos órgãos mais importantes do corpo humano!

 

Escrito por duas investigadoras doutoradas em Neurociências, Patrícia Correia e Ana Rita Fonseca e ilustrado por Carolina Antunes e Silva (Booksmile), este livro pretende mostrar o que acontece dentro da nossa cabeça. Da aprendizagem aos sentidos, passando pelos movimentos do corpo e a memória, a obra viaja pelas várias funções neurológicas de uma forma acessível e na companhia de uma menina de sete anos.Através do seu dia-a-dia e com várias curiosidades e exercícios à mistura, a ideia é descomplicar o tema.

 

 

(Visited 64 times, 1 visits today)
1 Comment
  • victorino costa
    Abril 2, 2020

    Ótima ideia, começar a iniciar as crianças nos conhecimentos do mundo do cérebro, ou seja das neurociências. É importantíssimo que comecem a lidar com a base do nosso comportamento, o cérebro, porque será também uma oportunidade para alertar os professores para tal realidade. A maior parte dos nossos professores, sobretudo os que não são da área de ciências, ignora quae totalmente a influência do cérebro na conduta social, emocional e de aprendizagem das crianças. O seu papel nas funções executivas, é totalmente ignorado.
    mas a questão é tanto mais grave, quando as neurociências mostram a importância da fase da primeira infância no desenvolvimento do cérebro e os nossos responsáveis políticos e educativos continuam a assobiar para o lado.
    Reitero uma vez mais os meus parabéns aos autores do livro
    VC

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *