Dia Internacional do “Livro Infantil”

O que dizer sobre este dia comemorativo, o qual costumo assinalar com tanta pompa na minha sala de aula????

O que digo aos meus alunos e, também aos seus pais?

O Livro é…

 

Para dias especiais ou para todos em geral em que se fale de livros, uma proposta musical de Alda Casqueira Fernandes: https://www.youtube.com/watch?v=2vLQbzaw9xs  

 

São amplos os benefícios da leitura. Além de adquirir cultura, a pessoa que lê bastante passa também a escrever melhor, a ter mais senso crítico, amplia seu vocabulário e apresenta melhor desempenho na escola, entre outros pontos positivos. Por conta disso, é essencial ler e ter bastante contato com diversas obras desde os primeiros meses de vida. A literatura infantil é muito importante, trazendo riqueza de informações e conhecimentos, se desenvolvermos as leituras desde muito novos, as chances de sucesso são ainda maiores.

A leitura é um hábito criado no dia-a-dia, cultivado e aprimorado nas tarefas cotidianas desde criança. Normalmente, os pequenos aprendem a ler por volta dos cinco anos de idade, mas especialistas recomendam que esse hábito seja inserido muito antes. Por conta disso, é preciso aproveitar o comportamento infantil natural de observação e imitação de atitudes dos pais, além de identificar atividades atrativas, alegres e divertidas – garantindo maior interesse por parte das crianças.

 

Aqui deixo-vos meia dúzia de sugestões de livros… de um “mundo admirável” de livros para a infância.

Eles “cativam” a  atenção, imaginação e as emoções dos meus alunos!

  1. “Todos no Sofá” de Luísa Ducla Soares (Autor) Pedro Leitão (Ilustração)

 

Este livro não conta só uma história. Apresenta vários animais, números, verbos, mas sem ser uma “seca”. Tem musicalidade e os pequenos leitores aprendem muito. Simples e muito rico.

 

 

 

  2. A Que Sabe a Lua? Michael Grejniec (Autor)

 Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

https://www.youtube.com/watch?v=Jd3d92PFbGQ

 

Sinopse:

Há já muito tempo que os animais desejavam averiguar a que sabia a Lua.

Seria doce ou salgada?
Só queriam provar um pedacito.

À noite, olhavam ansiosos para o céu. Esticavam-se e estendiam os pescoços, as pernas e os braços, tentando alcançá-la…

Quem não sonhou alguma vez em dar uma trincadela na Lua?

Foi precisamente este o desejo dos animais desta história. Só queriam provar um pedacinho mas, por mais que se esticassem, não eram capazes de lhe tocar.

Então, a tartaruga teve uma ideia genial: “Talvez entre todos consigamos alcançá-la”.

3.  Quero um Abraço!  Simona Ciraolo (Autor)

Uma história ternurenta, preenchida com ilustrações coloridas e sentido de humor, que valeu à autora o Sebastian Walker Prize for Illustration em 2014. E logo no livro de estreia.

Imagine que é um cacto, precisa de um abraço e a sua família não é dada a manifestações de afeto. Pior, a última vez que se aproximou de alguém que admirava foi um desastre, os seus picos deram cabo do seu amigo mais recente. E todos o acusaram por isso.

É esta a triste e comovente realidade de Filipe, que nasceu numa família que “só se preocupava com as coisas erradas”. Importante era “parecer bem”. Por isso, ensinaram-no “a ficar sossegado, a dar o exemplo e a acreditar que um dia iria subir na vida”. Não percebiam a importância de um abraço. O pequeno, carente mas decidido, não desistirá de encontrar quem o afague e acarinhe. E há-de encontrar quem precise do mesmo.

Este livro, consegue falar da solidão, da diferença e da indiferença sem grandes dramatismos, mas com sensibilidade.

Nunca mais olharemos da mesma maneira para quem nos pica. Afinal, pode estar apenas a precisar de um abraço. O que não é pouco.

4. O Dia em que os Lápis Desistiram

Drew Daywalt (Autor) DAYWALT, DREW E OLIVER JEFFERS (Autor) Oliver Jeffers (Ilustração) 

          Prémio Red House Melhor Livro Infantil+

 Prémio Children’s Choice Book Awards

 

Tremendamente original e muito divertido, “O dia em que os lápis desistiram” é um tratado das cores para os mais pequenos, que passarão a olhar à sua volta com um olhar tocado pelo arco-íris.

https://www.youtube.com/watch?v=vmmILa_j7R8

 

5. A Fala das Coisas

José Jorge Letria (Autor) Elsa Fernandes (Autor)

 

“O que diria uma porta se falasse? E o que responderia a televisão se ouvisse? E quão divertido seria se todos os objetos lá de casa se pusessem na tagarelice?

Tu gostas de falar, certo? E de certeza que adoras dar a tua opinião e tagarelar, e até de resmungar. Então e as muitas coisas que há à nossa volta? Será que elas também têm ideias, queixas e voz?
Posso garantir-te que têm. Basta abrires este livro mágico para conheceres A Fala das Coisas. Cada objeto vai deslumbrar-te com a sua sabedoria, e explicar-te a sua função, o seu papel e a sua importância no mundo em que vives. Vais ficar maravilhado e aprender a respeitar estas muitas coisas que têm tanto para contar.”
Fonte: contracapa do livro

 

6.  Somos Amigos?

Anabel Fernández Rey (Autor)

Este livro, de ilustração delicada, fala mas guarda a melhor mensagem nas suas imagens.

Dois níveis de leitura que fazem o seu excelente trabalho independentemente e que se entrelaçam no fim.

Um pequeno rapaz e um urso enorme são os protagonistas de uma doce e ternurenta história sobre: a entrega, a generosidade, a partilha incondicional, os peque-nos gestos que fortalecem a relação e a partir dos quais se edifica a amizade. 

(Visited 99 times, 1 visits today)
1 Comment
  • Adriana
    Abril 2, 2020

    Muito bom ♥️, obrigada…

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *