“Bolero de Ravel”, a “arte”

 

Vivemos  um tempo conturbado…que não estávamos à espera…  Agora, a “precaução” faz parte da nossa vida de forma bem presente…mas, a alegria da música, de um filme, de uma foto, de uma paisagem servem para amenizar as nossas inquietações.

A música, é,  talvez,  a arte que melhor pode expressar as diversas possibilidades de sentimentos e sensações que estimulam a comunicação através de emoções e pensamentos, os quais  podem levar o homem a refletir e a observar outros horizontes, então, poder-se-ia dizer que cantar, dançar, relaxar, comer, ler, trabalhar,  exercitar-se, entre outros, podem trazer melhores benefícios se acompanhados com música.

Neste período delicado que estamos passando, os músicos da Orquestra Nacional da França quiseram, apesar da distância, tocar juntos para oferecer e compartilhar com todos o que podem fazer melhor: música.  Quiseram com as notas universais de Ravel e com a toda a sua arte proporcionar conforto.

Vejam e usufruam de minutos únicos:

Le Boléro de Ravel par l’Orchestre national de France en #confinement #ensembleàlamaison

 

 

Ouça, dance, balance a cabeça, bata o pé, cantarole e até mesmo assobie — com direito a fechar os olhos do rosto e abrir os da alma.

 

 

Ao ouvi-los, as minhas memórias remeteram-me para um filme emocionante:

 “LES UNS ET LES AUTRES  – FRANCIA -EE.UU – 1981- FILM DE CLAUDE LELOUCH

 

“Bolero de Ravel por Michel Legrand bailado por Jorge Donn( Argentina 1947 -Suiza 1992)

Uma versão do famoso e bonito ‘Bolero de Ravel’, com animação de notas musicais!

(Visited 420 times, 1 visits today)

Sem comentários ainda.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *