“Não tenho motivação para “cativar” os meus alunos!”

0 Sem etiqueta Endereço 0

A “Rita”, ao ler os meus posts, neste blogue e no grupo do Facebook: “Cativar… na escola e na vida”, escreveu-me um mail aonde  confidencia:

“Já não tenho motivação para dar aulas! Cada ano que passa…e já vou em vinte e três anos…sinto-me cada vez mais cansada e com menos disposição para ir trabalhar. Sinto-me tão desmotivadas e desvalorizada. Perdi muito do meu entusiasmo que tinha quando comecei a minha carreira doente”. Este lamento escrito, saído do coração, comoveu-me!

Pensei no que poderia dizer à “Rita”…

Deixo aqui o registo de algumas considerações que lhe enderecei:

“Com qualquer outra profissão, ser Professor tem prós e contras, mas a capacidade de deixar uma marca na vida de outras pessoas com um impacto e uma influência positiva no seu desenvolvimento é algo que não acontece com todos os profissionais e q e não esquecer nem por um momento, mesmo nos dias cinzentos da nossa vida profissional. Mesmo que a sociedade não valorize convenientemente a nossa função, cabe-nos a nós, Professores, orgulhar do trabalho educativo que realizamos diariamente contra “mares e marés” ao tentar proporcionar aos nossos alunos condições para a sua melhoria pessoal.

Podemos não conseguir que todos sejam excelentes alunos, mas o nosso objetivo para todos e por igual é que pelo menos, sejam cidadãos ativos e corajosos na sociedade em que vivem e proporcionar-lhes o desenvolvimento das competências socioemocionais que os ajudem a trilhar as suas vidas de forma saudável e civilizada.(…)

Muitas vezes esquecemo-nos que muito provavelmente os problemas que temos são os mesmos que os nossos colegas também têm: a fadiga,a falta de reconhecimento social,a falta de recursos, o excesso de burocracia, a crítica, a falta de colaboração…são comuns a todos nós. Por isso, Rita, busque, com o seu “coração” no seu grupo de colegas, um que a poderá ajudar através da sua experiência pessoal. Faz-nos bem falar, mas, também, ouvir com atenção e reflexão.(…)

Por último, cara “Rita”, deixa-me dizer que a minha melhor recompensa diária é o sorriso e o carinho dos alunos…com eles, o verbo “cativar” faz todo o sentido!”

(Visited 114 times, 1 visits today)

Sem comentários ainda.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *