Mudanças para 2018/2019

 

 

O que muda neste ano letivo? Para já, espera-se que as escolas estejam mais inclusivas e autónomas, com a entrada em vigor dos Decretos Leis da Educação Inclusiva e da Flexibilidade Curricular. Em termos curriculares, a grande novidade é que a nota de Educação Física volta a contar para a média do secundário e para o acesso ao Ensino Superior. Já a Cidadania ganha formato de disciplina autónoma a partir do 2.º ciclo.

Mas há mais: as turmas estão mais pequenas, boa parte dos alunos da rede pública tem direito a manuais escolares gratuitos e as regras de mudança de encarregado de educação estão mais apertadas. Quem quiser fazê-lo durante o decurso do ano letivo, só conseguirá se apresentar motivos excecionais.

Filinto Lima e Manuel Pereira, os dois professores que representam a generalidade de diretores e dirigentes escolares, são unânimes em apontar como principal mudança positiva a Educação Inclusiva. Manuel Pereira, líder da ANDE (Associação Nacional de Dirigentes Escolares), elege também a flexibilidade curricular, enquanto que Filinto Lima, presidente da ANDAEP (Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas) aponta o regresso da nota a Educação Física.

Em contrapartida, no calendário escolar, não há grandes novidades.

 

Leia todo o artigo em: 

http://www.comregras.com/as-9-mudancas-que-vao-marcar-o-ano-letivo/

(Visited 69 times, 1 visits today)

Sem comentários ainda.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *