“O dia em que a mata ardeu”

Nestes tempos de confinamento, a leitura proporciona-nos momentos de prazer e de reflexão.

Lançado o desafio pela aula, #EstudoEmCasa, para o 3º e 4º anos de escolaridade decidi reler o livro.

 

A leitura de  ” O dia em que a mata ardeu”  proporciona ao leitor momentos gratificantes de fruição leitora, de uma aprendizagem lúdica.
Também, apresenta-se como uma ótima oportunidade para o desenvolvimento do espírito crítico nas crianças entre os 7 e os 9 anos relativamente à consciencialização dos problemas ambientais com a finalidade de promover a resolução de problemas e a tomada de decisões.
Em jeito de fábula, José Fanha aborda de forma expressiva e pedagógica a importância da Floresta como espaço natural privilegiado de vida e de diversidade. As ilustrações de Maria João Gromicho complementam bem as mensagens cativando o “olhar” do leitor.
O alerta para questões ambientais prementes, como o efeito devastador dos incêndios florestais, tantas vezes resultantes de comportamentos negligentes, e a importância da recuperação das áreas ardidas, fazem deste livro um precioso instrumento de sensibilização.
Leia:
Veja e ouça:

 

A Direção-Geral dos Recursos Florestais recomenda a todos um conjunto de regras para usufruir e proteger os espaços florestais:
  • Não fazer lume na floresta;
  • Evitar fazer demasiado ruído que possa assustar os animais bravios ou afetar outros utentes;
  • Não deixar lixo na mata;
  • Não danificar a sua vegetação;
  • Sensibilizar os outros utentes para a utilização adequada dos espaços florestais; e
  • Alertar as autoridades em situação de risco.
Boas leituras!
Aproveite e desfrute do prazer de ler o livro!

O Dia em que a Mata Ardeu de José Fanha 
ISBN: 9789895574339
Edição ou reimpressão: 07-2007
Editor: Edições Gailivro
Idioma: Português
Dimensões: 246 x 245 x 7 mm
Páginas: 56
(Visited 621 times, 1 visits today)

Sem comentários ainda.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *