Opiniões sobre a Educação Emocional

Uma boa escola deve saber desenvolver nos seus alunos competências emocionais para garantir benefícios pessoais nas relações sociais, na autoestima, na adaptação escolar e familiar, além de evitar alguns problemas futuros de rendimento e interação social.

Esta prática de ensino é chamada de Educação Emocional, fundamentada a partir de teorias da emoção, neurociência, inteligência emocional e outras.

De acordo com Rafael Bisquerra, catedrático da Universidade de Barcelona, na Espanha, e co-fundador da Fundação para a Educação Emocional (FEM), o objetivo da Educação Emocional é desenvolver a consciência emocional, a autonomia pessoal e competências sociais, para a vida e para o bem-estar.
As professoras da escola Garbí Esplugues-Badalona, na região metropolitana de Barcelona, vêm desenvolvendo uma prática sistemática da educação emocional. No ensino primário, educa-se para favorecer que os alunos consigam estratégias e recursos de gestão emocional na adolescência. Na educação secundária, o trabalho emocional é trabalhado na consciência da responsabilidade através de atitudes positivas, comunicação assertiva e atitude empática.
No artigo publicado no site educaweb, as professoras Martina Brugués, Cristina Chiquero, Mar Pérez e Raquel Turull sugerem um roteiro para a aplicação de um projeto de educação emocional na escola. De acordo com elas, é necessário dedicar dois cursos escolares à implementação do programa de educação emocional, incluir um curso de formação de 15 horas para os docentes em equipes de trabalho (educação infantil, primária e secundária) e realizar uAs professoras da escola Garbí Esplugues-Badalona, na região metropolitana de Barcelona, vêm desenvolvendo uma prática sistemática da educação emocional. No ensino primário, educa-se para favorecer que os alunos consigam estratégias e recursos de gestão emocional na adolescência. Na educação secundária, o trabalho emocional é trabalhado na consciência da responsabilidade através de atitudes positivas, comunicação assertiva e atitude empática.
No artigo publicado no site educaweb, as professoras Martina Brugués, Cristina Chiquero, Mar Pérez e Raquel Turull sugerem um roteiro para a aplicação de um projeto de educação emocional na escola. De acordo com elas, é necessário dedicar dois cursos escolares à implementação do programa de educação emocional, incluir um curso de formação de 15 horas para os docentes em equipes de trabalho (educação infantil, primária e secundária) e realizar uma metodologia da formação com sessões presenciais e vivências alternadas, avaliadas no final.
Com o ensino da Educação Emocional, a escola além de ensinar matérias, poderá desenvolver habilidades interpessoais primordiais no avanço do processo de aprendizagem e na formação de cidadãos plenos.”

Fonte(s):
 http://www.educaweb.com/noticia/2014/06/25/educacion-emocional-desarrollo-personal-academico-profesional-8304/
http://www.rafaelbisquerra.com/es/biografia.html

Emília Silva – 2014/2015
(Visited 9 times, 1 visits today)

Sem comentários ainda.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *